Classificação E Gestão De Resíduos Sólidos

Data: 19/02/2014
Local: – Faculdade da Serra Gaúcha (FSG) – Rua os Dezoito do Forte – 2366 – Bairro São Pelegrino – Caxias do Sul – RS
Horário: 8h às 12h e das 13h30 às 17h30
Ministrante: Taísa Trevisan

Objetivo:
O curso tem por objetivo capacitar os participantes quanto à Gestão e Classificação dos resíduos sólidos conforme estabelece a legislação em vigor.

A Quem Se Destina:
Público-alvo: Engenheiros, Agrônomos, Técnicos de segurança do trabalho e ambiental, gestores ambientais.

Mais informações em: proamb.com.br

Concurso Edital 067/2013

O CPSI informa que de 01 de julho de 2013 a 29 de julho de 2013 estarão abertas as inscrições ao Concurso Público regido pelo Edital Nº  067/2013, para os seguintes cargos:

Auxiliar de Agropecuária – Fundamental Incompleto.
Auxiliar de Anatomia e Necropsia – Fundamental Incompleto.
Atendente de Consultório / Área: Saúde – Fundamental Completo.
Analista de Tecnologia da Informação – Curso Superior, em nível de graduação, na área.
Médico Veterinário – Curso Superior em Medicina Veterinária .

Divulgação: Centro de Gerenciamento de Informações e Concursos – UFPel

Proamb passa a produzir combustível a partir de resíduos sólidos industriais

O primeiro projeto de coprocessamento de resíduos sólidos industriais do Rio Grande do Sul está oficialmente liberado para operar. A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) expediu nesta segunda-feira (1º de abril de 2013) a Licença de Operação (LO) da unidade de blendagem da Fundação Proamb. A planta fabril está localizada no município de Nova Santa Rita, região da Grande Porto Alegre (RS) e passa a operar a partir de agora sob a LO número 1851/2013-DL.

O projeto de coprocessamento é uma parceria entre a Fundação Proamb e a Intercement/Cimpor. Ele foi oficializado em 2010 e desde então vem sendo desenvolvido com os objetivos de oferecer uma alternativa nobre no Rio Grande do Sul para a destinação final dos resíduos sólidos industriais com características de inflamabilidade e disponibilizar ao mercado uma solução para esses tipos de materiais, que estão proibidos de serem encaminhados para aterros industriais pela portaria 16/2010 da Fepam.

A unidade de blendagem da Proamb, que tem capacidade, neste primeiro momento, de processar oito toneladas hora de blend, traz várias inovações para o mercado de coprocessamento do país, pois apresenta uma linha de produção completa destinada a fabricar combustível a partir de resíduos sólidos industriais e não apenas uma linha de destruição desses materiais, conferindo uma qualidade superior ao material produzido. O blend será encaminhado para a unidade de Candiota da Intercement/Cimpor substituindo combustível nos fornos de fabricação de cimento. As cinzas serão incorporadas ao cimento, evitando a geração de passivos ambientais.

Entre os materiais que podem fazer parte do blend estão borras oleosas, borras de tintas, materiais impregnados com óleos e graxas, conforme a portaria 16/2010.

Fonte: http://d-app.proamb.com.br/e/2585/148/21299/92910